Diagnóstico Genético (PDG)

O PGD foi criado para auxiliar casais com algum risco genético reprodutivo (ex: Síndrome de Down) a terem filhos saudáveis. Utiliza as técnicas moleculares ou de citogenética molecular durante a FIV no intuito de selecionar embriões livres de uma condição genética específica, para que sejam transferidos no útero materno apenas os embriões saudáveis.
A transferência preferencial de embriões cromossomicamente normais evita gestações anembrionadas o que tem mostrado diminuir a incidência de abortos espontâneos (afeta 10-15% das gestações clínicas). Por isso, tem sido utilizada por muitos casais para melhorar o sucesso da técnica do FIV e também nos casos de múltiplas falhas de FIV e aborto recorrente.